Textos


           Horizonte desnudo
 
As sombras turvas iluminam desequilíbrios
toscos, uivados de barulhos silenciosos,
de desejos profanos, de objetivos sombrios,
de calafrios ardentes; sonhos perniciosos.
  
Legiões de lobos mansos, exemplares espúrios
e horrendos que marcham em círculos viciosos
de conquista, de dominação; corolários
falsos de honra, de pseudo verdades, mafiosos.
  
O gigantismo anão de uma psique leviana,
que produz saliva ardente, paralisante
de aspirações inocentes. Sordidez sacana.
  
O ocaso triste e irradiante surge mudo,
desesperançoso, esvaído e fraco. Um pulsante
terminal fincado no horizonte desnudo.
CHAGAS FERREIRA
Enviado por CHAGAS FERREIRA em 02/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários